Clinical Oncology Letters
http://www.col.periodikos.com.br/instructions
Clinical Oncology Letters

Instruções e Políticas

Os artigos devem ser enviados online pelo sistema de Submit de submissão e avaliação, disponível em https://col.submitcentral.com.br.

Informações Gerais

1. A Clinical Oncology Letters é uma publicação oficial do Centro de Estudos e Pesquisas em Hematologia e Oncologia (CEPHO), ligado à Faculdade de Medicina do ABC. Tem periodicidade trimestral e é dirigida a especialistas e pesquisadores em saúde, que atuam na área de cancerologia. São aceitos para avaliação estudos básicos e clínicos, sob a forma de artigos originais, artigos de revisão, artigos de atualização, relatos de caso e imagens em oncologia (conforme detalhamento a seguir). Os artigos podem ser submetidos nos idiomas português ou inglês. Autores interessados em traduzir seu artigo para inglês podem solicitar um orçamento de tradução ao departamento editorial da Clinical Oncology Letters.

2. Artigos submetidos a Clinical Oncology Letters devem ser inéditos, isto é, não devem ter sido publicados nem submetidos para análise por outras revistas, no todo ou parcialmente. Em casos de figuras já publicadas, autorização deve ser obtida e a fonte deve ser citada. Uma vez publicados, os artigos passam a ser de propriedade da Clinical Oncology Letters.

3. As Instruções para Autores da Clinical Oncology Letters incorporam as recomendações dos Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals. A versão completa do texto está disponível em www.icmje.org. Manuscritos que estiverem em desa- cordo com as instruções aqui apresentadas serão devolvidos para a incorporação de ajustes antes da avaliação pelo Conselho Científico.

4. Todo artigo publicado na Clinical Oncology Letters passa pelo processo de revisão por especialistas (peer review). Os artigos submetidos são primeiramente encaminhados aos editores para uma avaliação inicial quanto ao escopo do trabalho e às exigências editoriais da publicação. Se a avaliação é positiva, o artigo é enviado a dois revisores especialistas na área pertinente. Todo o processo é anônimo, ou seja, os revisores são cegos quanto à identidade dos autores e seu local de origem e vice-versa. Após a avaliação do artigo pelos revisores, os artigos podem ser aceitos sem modificações, recusados ou devolvidos aos autores com sugestões de modificações, sendo que cada artigo pode retornar várias vezes aos autores para esclarecimentos e modificações, sem que isso implique necessariamente a aceitação futura do trabalho.

5. O número de autores de cada manuscrito fica limitado a dez. O conceito de coautoria implica contribuição substancial na concepção e planejamento do trabalho, análise e interpretação dos dados e redação ou revisão crítica do texto. Contribuições significativas feitas ao estudo, mas que não se enquadram nesses critérios podem ser citadas na seção de agradecimentos.

6. Artigos de pesquisas clínicas (clinical trials) devem ser registrados em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde e pelo International Committee of Medical Journal Editors (por exemplo, www.actr.org.au, www.clinicaltrials.gov, www.ISRCTN.org, www. umin.ac.jp/ctr/index/htm e www. trialregister.nl). O número de identificação do estudo deverá ser apresentado ao final do resumo.

7. Para textos que forem aceitos para publicação, uma declaração, assinada por todos os autores deverá ser enviada à revista, contendo as seguintes informações: a) o manuscrito é original; b) o manuscrito não foi publicado nem submetido a outra revista, nem o será se vier a ser publicado na Clinical Oncology Letters; c) todos os autores participaram ativamente na elaboração do estudo e aprovaram a versão final do texto; d) situações de potencial conflito de interesse (financeiro ou de outra natureza) estão sendo informadas; e) foi obtida aprovação do estudo pelo comitê de ética da instituição à qual o trabalho está vinculado (para artigos que relatam dados de pesquisa experimental); f) foi obtido consentimento informado dos pacientes incluídos no estudo (quando aplicável). As informações sobre a apro- vação do estudo por comitê de ética e a obtenção de consentimento informado também devem constar na seção Métodos do artigo.

8. Antes da publicação dos artigos aceitos, os autores correspondentes receberão, via e-mail, em arquivo PDF, o artigo editorado para aprovação. Nessa fase, as correções devem limitar-se a erros tipográficos, sem alteração do conteúdo do estudo. Os autores deverão devolver as provas aprovadas via e-mail ou fax até 48 horas após o recebimento da mensagem.

 

Tipos de artigos publicados

Artigos originais: Trabalhos resultantes de pesquisa científica que apresentam dados originais sobre aspectos experimentais ou observacionais de caráter médico, biológico, bioquímico e psicossocial e incluem análise estatística descritiva e/ou inferências de dados próprios. Esses artigos têm prioridade para publicação. Devem ser compostos de: página de rosto, resumo e palavras-chave, abstract e keywords, texto (dividido nas seções Introdução, Métodos, Resultados, Discussão ou equivalentes, Conclusões), agradecimentos (se aplicável), lista de referências bibliográficas (máximo de 40), tabelas (se houver), legendas de figuras (se houver) e figuras (se houver).

Artigos de revisão: Trabalhos que têm por objetivo resumir, analisar, avaliar ou sintetizar trabalhos de investigação já publicados em revistas científicas. Devem incluir síntese e análise crítica da literatura levantada e não ser confundidos com artigos de atualização. Devem ser compostos de: página de rosto, resumo e palavras-chave, abstract e keywords, texto, lista de referências bibliográficas, tabelas (se houver), legendas de figuras (se houver) e figuras (se houver).

Artigos de atualização ou opinião: Trabalhos que relatam informações geralmente atuais sobre tema de interesse para determinadas especialidades (por exemplo, uma nova medicação ou tratamento). Têm características distintas de um artigo de revisão, visto que não apresentam análise crítica da literatura. Devem ser compostos de: página de rosto, resumo e palavras-chave, abstract e keywords, texto, lista de referências bibliográficas, tabelas (se houver), legendas de figuras (se houver) e figuras (se houver).

Relatos de caso: Artigos que representam dados descritivos de um ou mais casos, explorando um método ou problema através de exemplo(s). Os casos escolhidos devem ser de grande interesse, de doença ou evolução incomuns ou submetidos a tratamentos inusitados ou alternativos. Podem envolver humanos ou animais e devem apresentar as características do indivíduo estudado (sexo, idade, etc.). Devem ser compostos de: página de rosto, resumo e palavras-chave, abstract e keywords, texto (dividido nas seções Introdução, Descrição do caso, Discussão ou equivalentes e Conclusão), lista de referências bibliográficas, legendas de figuras (se houver) e figuras (se houver).

Cartas ao leitor: Cartas ao editor comentando, discutindo ou criticando os artigos publicados na Clinical Oncology Letters serão bem recebidas e publicadas desde que aceitas pelo Conselho Científico. Devem ser compostas de: título, nome do autor, identificação da publicação que está sendo comentada e lista de referências bibliográficas (se houver). Recomenda-se um máximo de 500 palavras, incluindo as referências. Sempre que possível, uma resposta dos autores será publicada juntamente com a carta.

 

Preparação dos originais

Utilize preferencialmente o processador de texto Microsoft Word®. Os trabalhos devem ser digitados em fonte Times New Roman, tamanho 12, espaço duplo no texto e simples nas tabelas, justificados (alinhados dos dois lados), iniciando cada seção em página nova, na seguinte ordem: página de rosto, resumo e palavras-chave, abstract e keywords, texto, agradecimentos, lista de referências bibliográficas, tabelas, legendas de figuras e figuras. Todas as páginas devem ser numeradas. Siglas devem ser definidas por extenso na primeira ocorrência no texto; No resumo, o uso de siglas deve ser evitado. Substâncias devem ser apresentadas utilizando seu nome genérico. Se relevante, o nome comercial da substância e o fabricante podem ser informados entre parênteses. A apresentação de unidades de medida deve seguir o sistema internacional (SI).

 

Página de rosto

A página de rosto deve conter:

  • Título conciso e explicativo, representando o conteúdo do trabalho, em português e inglês
  • Título resumido (máximo de 40 caracteres)
  • Nomes dos autores
  • Afiliação dos autores, indicando departamento/unidade, instituição e região geográfica
  • Nome da instituição onde o trabalho foi executado
  • Informações sobre auxílios recebidos sob a forma de financiamento, equipamentos ou medicamentos
  • Congressos onde o estudo foi apresentado
  • Nome, endereço, telefone e e-mail do autor correspondente

 

Resumo e abstract

Todos os trabalhos devem apresentar um resumo em português e um abstract em inglês. O conteúdo dos textos deve ser idêntico, e não deve ultrapassar 250 palavras. Para artigos originais, o resumo deve ser estruturado como segue: Objetivo, Métodos, Resultados e Conclusões. Para relatos de caso, artigos de revisão e artigos de atualização, o resumo não deve ser estruturado.

Deve-se evitar o uso de abreviações no resumo, e não devem ser citadas referências. Logo após o resumo/abstract, deverão ser apresentadas de três a seis palavras-chave que sejam integrantes da lista de Descritores em Ciências da Saúde (http://decs.bvs.br).

 

Agradecimentos

Esta seção é dedicada a reconhecer o trabalho de pessoas que tenham colaborado intelectualmente, mas cuja contribuição não justifica coautoria, ou de pessoas ou instituições que tenham dado apoio material.

 

Referências

As citações serão numeras consecutivamente, por ordem em que são mencionadas no texto. Devem ser identificadas por numerais Arábicos, em sobrescrito, tanto ao longo do texto como nas Tabelas. Exemplo: “... although the studies were not powered to detect small differences in survival.4,5

A lista de referências deve ser apresentada numerada, em ordem crescente. A apresentação das referências seguirá os modelos propostos nos Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals (ver exemplos a seguir). Todas as referências citadas na lista devem ser mencionadas no texto e vice-versa.

O nome dos 6 primeiros autores devem constar nas referências bibliográficas. Caso o número de autores exceda seis (6), os três primeiros deverão ser listados, seguidos da terminologia “et al. Seguem alguns exemplos;

 

1. Artigo de periódico

Cubero DI, Cruz FM, Santi P, Silva ID, Del Giglio A. Tegafur-uracil is a safe alternative for the treatment of colorectal cancer in patients with partial dihydropyrimidine dehydrogenase deficiency: a proof of principle. Ther Adv Med Oncol. 2012 ;4(4):167-72.

Cubero DI, Fumis RR, de Sá TH, et al. Burnout in Medical Oncology Fellows: a Prospective Multicenter Cohort Study in Brazilian Institutions. J Cancer Educ. 2015 May 9. [Epub ahead of print]

2. Livro

Wolf DP, Quigley MM, eds. Human in vitro fertilization and embryo transfer. New York: Plenum Press; 1984.

3. Capítulo de livro

Simpson JL. Gonadal dysgenesial and sex abnormalities: pheno- typic-karyotypic correlations. In: Vallet HL, Porter IH, eds. Genetic mechanisms of sexual development. New York: Academic Press; 1979. p. 365-77.

4. Artigo de revista eletrônica

Abood S. Quality improvement initiative in nursing homes: the ANA acts in an advisory role. Am J Nurs [revista eletrônica]. 2002

Jun [citado 2002 ago 12];102(6):[aproximadamente 3 p.]. Disponível em: http://www.nursingworld.org/AJN/2002/june/ Wawatch.htm.

5. Artigo publicado na Internet

Wantland DJ, Portillo CJ, Holzemer WL, Slaughter R, McGhee EM. The effectiveness of web-based vs. non-web-based interventions: a meta-analysis of behavioral change outcomes. J Med Internet Res. 2004;6(4):e40. Disponível em: http://www. jmir.org/2004/4/e40/. Acessado: 29/11/2004.

6. Site

OncoLink [site na Internet]. Philadelphia: University of Pennsylvania; c1994-2006. [atualizado 2004 set 24; citado 2006 mar 14]. Disponível em: http://cancer.med.upenn.edu/.

7. Software

Smallwaters Corporation. Analysis of moment structures: AMOS [software]. Version 5.0.1. Chicago: Smallwaters; 2003.

 

Tabelas e figuras

Tabelas e figuras (gráficos, fotografias, etc.) devem ser numeradas em algarismos arábicos conforme a ordem de aparecimento no texto e devem ter legendas individuais, apresentadas ao final do trabalho. Cada tabela e figura deve ser submetida em folha separada. A Clinical Oncology Letters utiliza a publicação em preto e branco, portanto todas as imagens devem ser enviadas em tons de cinza ou preto e branco. Nas tabelas, deverão ser utilizadas apenas linhas horizontais, e cada dadodeverá constar em uma célula independente. Explicações sobre itens das tabelas devem ser apresentadas em notas de rodapé identificadas pelos seguintes símbolos, nesta sequência: *,†, ‡, §, ||,¶,**,††,‡‡. Figuras em geral (gráficos, fotografias, etc.) serão publicadas em preto e branco. Despesas com a eventual reprodução de fotografias em cores poderão ser de responsabilidade do autor. Figuras podem ser submetidas eletronicamente, nas extensões .jpg, .gif ou .tif, com resolução mínima de 300 dpi (para possibilitar uma impressão nítida). Fotografias de pacientes não devem permitir sua identificação. Gráficos devem ser apresentados somente em duas dimensões. Figuras já publicadas e incluídas em artigos submetidos devem indicar a fonte original na legenda e devem ser acompanhadas por uma carta de permissão do detentor dos direitos (editora ou revista).

 

Envio /submissão de artigos

Os artigos devem ser enviados online pelo sistema de Submit de submissão e avaliação, disponível em https://col.submitcentral.com.br. Texto e figuras devem ser enviadas como um anexo à mensagem. Figuras (exclusivamente gráficos e fotografias digitais) podem ser enviadas nas extensões .jpg, .gif ou .tif, com resolução mínima de 300 dpi e tamanho máximo total (do conjunto de figuras) de 3 MB.


Links:

Sistema de Submissão:
https://col.submitcentral.com.br

Clin Onc Let

Share this page
Page Sections